Arquivos CURSOS - BPro Cursos

Qualificação em Treinamento Físico Funcional

O treinamento funcional chega ao Brasil para apresentar uma outra forma de pensar sobre treinamento. Outra filosofia de academia. Um formato que se preocupa mais com o movimento do que com os músculos. Isso não quer dizer que aqueles objetivos que são apresentados nas academias convencionais não são alcançados. Muito pelo contrário. Chegamos neles com muito mais qualidade e de forma mais real, mais segura e eficaz.

A BPro compartilha nos cursos que ministra, suas experiências com práticas testadas e aperfeiçoadas diariamente em suas academias, oferecendo uma visão técnica e prática sobre o treinamento físico funcional. Venha participar de uma de nossas turmas do Programa de Qualificação em Treinamento Físico Funcional.

Público-alvo

O Programa de Qualificação em Treinamento Físico Funcional da BPro é direcionado aos profissionais da área da educação física (formados ou estudantes), estando também aberto para Fisioterapeutas (Formados ou Estudantes) que tenham interesse na temática de um trabalho integrado entre as áreas.


Metodologia

Serão ministradas 30 horas/aula de caráter teórico-prático. O curso se desenvole a partir de apresentações teóricas, discussões e exemplos práticos para que o aluno possa ter a oportunidade de experimentar e entender cada um dos conceitos utilizando o seu próprio corpo.


Material didático

Será fornecido apostila completa, planilhas montadas de todas as fases de treinamento, planilhas auxiliares para a formatação do seu próprio sistema, assim como diversos textos auxiliares.

material didático

Material didático completo que o aluno receberá na Qualificação em Treinamento Físico Funcional da BPro


Conteúdo Programático

Módulo 1 – Sexta-feira

Este módulo tem como objetivo apresentar nosso conceito sobre treinamento físico funcional e mostrar a diferença entre o que pensamos e o que é vendido na grande maioria das academias, a começar pelo aquecimento.

  • Introdução ao treinamento físico funcional
  • Funções articulares / Mobilidade x estabilidade
  • Preparação de movimento
  • Progressões de aquecimento por fases de treinamento


Módulo 2 – Sábado

Aqui o treinamento de força é o principal foco. Mostraremos como os padrões de movimento fundamentais são introduzidos na seção de treinamento. Para isso utilizaremos diversas ferramentas de treino, tais como, kettlebell, barra olímpica, suspenso, dumbbells, torre de cabos, etc.

  • Treinamento de força através dos padrões de movimento
  • Progressões de treinamento de força
  • Treinamento Físico Funcional (TFF) x musculação tradicional
  • Importância do CORE no treino de força


Módulo 3 – Domingo

Módulo voltado ao treinamento de alta intensidade, desde circuitos metabólicos de estímulos variados até técnicas introdutórias ao treinamento com kettlebell hard style aplicadas a pessoas comuns e atletas de alto rendimento. Aqui também abordaremos assuntos como emagrecimento e faremos comparativos entre os exercícios aeróbicos tradicionais, como esteiras, elípticos e bicicletas, e treinamento intervalado que se utiliza de ferramentas variadas como corda naval, sled training, kettlebell e escada de agilidade.

  • Condicionamento físico através do treino metabólico,
  • Emagrecimento/treino metabólico x treino aeróbio tradicional,
  • Utilização de diferentes ferramentas na busca de emagrecimento e condicionamento,
  • Exercícios fundamentais com a ferramenta Kettlebell,
  • Sistema BPro de treinamento.


Cronograma de Horários

Sexta-feira
08:00 – início do credenciamento
08:30 – abertura do curso
19:00 – encerramento do dia

Sábado
08:00 – abertura do segundo dia
19:00 – encerramento do dia

Domingo
08:00 – abertura do terceiro dia
18:00 – encerramento do curso

*alterações de horários podem ocorrer de acordo com o andamento de cada turma.


Efetivando sua Matrícula

kit do aluno treinamento funcional

Kit do Aluno no curso de Qualificação em Treinamento Físico Funcional

O controle do número de vagas promocionais e normais é realizado automaticamente pela loja virtual, portanto para confirmar a disponibilidade de vagas, acesse a link da loja.

 


Para mais informações sobre a agenda de cursos e investimentos, preencha o formulário abaixo e receba imediatamente em seu e-mail:




Qualificação em Reabilitação Funcional BPro

Quando abordamos o tema fisioterapia x treinamento, facilmente surge uma questão: Como promover a integração entre estas duas áreas de atuação de forma que contribua para a continuidade e integridade do trabalho desenvolvido com o aluno/paciente antes, durante e/ou depois de uma lesão? Com o intuito de responder esta pergunta, foi desenvolvido a Qualificação em Reabilitação Funcional – BPro Fisioterapia, que se propõe a apresentar meios de unir e complementar o trabalho desenvolvido por educadores físicos e fisioterapeutas, utilizando o treinamento funcional como base para a condução de um trabalho sólido e incrivelmente mais eficaz, refletindo diretamente na saúde das pessoas.  O exercício de pensar em conjunto e deixar para trás as conhecidas desavenças entre essas profissões, enriqueceu ainda mais a abordagem deste curso, com o conhecimento e experiência prática destes profissionais, que embora tenham olhares distintos, agora se encontram em prol de um objetivo comum.

Quer ver, na prática, como integrar a Fisioterapia ao Treinamento Funcional? 
Clique no botão abaixo, e tenha acesso GRÁTIS às nossas videoaulas e a um e-book sobre a Reabilitação Funcional da BPro.

Objetivo

Apresentar ao público alvo um modelo de trabalho onde o fisioterapeuta atue ativamente em conjunto com o educador, através do ensino de técnicas de avaliação e correção de padrões de movimento comprometidos, exercícios corretivos e suas progressões, bem como técnicas de terapia manual para a construção de um trabalho íntegro, da reabilitação à performance esportiva.

Público Álvo

Profissionais da área de fisioterapia (formados ou estudantes) que atuam ou tem interesse em atuar na área, estando também aberto para educadores físicos (formados ou estudantes) que tenham interesse em se aprofundar no conhecimento desta temática.

Metodologia

Serão ministradas 30 horas/aula de caráter teórico-prático. O curso desenvolve-se por meio de apresentações teóricas, discussões e exemplos práticos a fim de que o aluno passe a perceber o corpo em sua totalidade, como uma unidade, e saiba como utilizar as ferramentas e técnicas apresentadas no universo em que desenvolve seu trabalho.

Material Didático

Será fornecido apostila completa, planilhas montadas de todas as fases de treinamento, planilhas auxiliares para a formatação de seu próprio avaliação, assim como diversos textos auxiliares.

Cronograma

Sexta-feira:
• Apresentações Gerais
• Qual o papel do fisioterapeuta
• Funções Articulares
• Padrões de Movimento
• Movimento Integrado x Isolado
• Pirâmide de Performance
• Avaliação BPro Fisioterapia
• Lesões Musculares
• Biomecânica do Tecido conjuntivo
• Entenda o que é o Ground Force Exploration

Sábado:
• Fáscias e meridianos miofasciais
• Liberação miofascial
• Cilindro Respiração
• Desenvolvimento Motor
• Treino funcional esportivo
• Lesões de Membros Inferiores
• Lesões de Membros Superiores
• Exercícios Corretivos de Mobilidade:

Domingo:
• Exercícios Corretivos de Estabilidade
• Exercícios de Fortalecimento
• Montagem e discussão de casos clínicos
• Fechamento

Horários

Sexta-feira
08:00 – início do credenciamento
08:30 – abertura do curso
19:00 – encerramento do dia

Sábado
08:00 – abertura do segundo dia
19:00 – encerramento do dia

Domingo
08:00 – abertura do terceiro dia
18:00 – encerramento do curso

*alterações de horários podem ocorrer de acordo com o andamento de cada turma.


Efetivando sua Matrícula

Você receberá:bpro-fisioterapia-curso-reabilitacao-funcional-material-do-aluno


Palestrantes

Mateus Petrucci
Fisioterapeuta CREFITO 93653–F
 

  • Fisioterapeuta da Equipe BPro;
  • Graduado em Fisioterapia pela Fundação ULBRA – 2006;
  • Especialista em Fisioterapia Cardiorrespiratória pela UNISC – 2008;
  • Certificado FMS (Functional Movement Screen) Level 1 e 2 – 2014;
  • Strongfirst Instructor SFG 1 – 2016;
  • Fisioterapeuta do Hospital Mãe de Deus POA/RS – 2006-2015;
  • Fisioterapeuta do Esporte Clube Internacional de SM – 2016–2017.


Manoela Meneghetti de Araújo
Fisioterapeuta CREFITO 73573–F

  • Fisioterapeuta da Equipe BPro;
  • Graduação em Fisioterapia pela PUC/RS – 2005;
  • Experiência em Ortopedia e Traumatologia – 2011-2014;
  • Pós Graduada pela CBES em Fisioterapia Osteopática – 2011;
  • Especialização em Medicina tradicional Chinesa (Acupuntura e Moxabustão) no Centro de Formação Mundial de Acupuntura e Moxabustão (WFAS) em Beijing/China – 2014;
  • Especialização em Acupuntura pelo Instituto Brasileiro de Acupuntura e Moxabustão – 2015.

O controle do número de vagas promocionais e normais é realizado automaticamente pela loja virtual, portanto para confirmar a disponibilidade de vagas, acesse a link da loja.

 


 

Para mais informações sobre a agenda de cursos e investimentos, preencha o formulário abaixo e receba imediatamente em seu e-mail:

 




GFM – Ground Force Method Certification

O que é o GFM? Ground Force Method nasceu por necessidade, do trabalho com atletas lesionados e pessoas não se movimentam com frequência por questões de dores e desconforto. Quando a dor está presente, muitos objetivos não podem ser alcançados, e especialmente a diversão e a “brincadeira” de se movimentar vão embora.

Você percebe que nós perdemos qualidade de movimento à medida que envelhecemos?

Considerando como a sociedade moderna lida com a educação física, temos visto uma enorme degeneração na geração atual. Certamente nós não nos tornamos melhores em nenhum sentido. Enquanto diferentes métodos de treinamento se alternam dentro da indústria do fitness, com a cara da “moda”, nós acabamos perdendo muito, principalmente em termos de qualidade de movimento.

Clique no botão abaixo para ter acesso gratuito as vídeoaulas sobre o GFM + bônus.

Como nós podemos lhe ajudar

Sabemos que vida é movimento! Primeiro e acima de tudo, nós deveríamos ser aptos a movimentar nosso próprio corpo! Antes de pegar qualquer tipo de peso, ir para qualquer máquina ou tomar qualquer tipo de pílula, nós deveríamos ser capazes de lidar com nosso corpo – Assim como nós fazíamos quando éramos crianças. Simplesmente imagine se você consegue se mover de novo com um sorriso em seu rosto! GFM é nossa DIVERSÃO e nossa solução. Nós te levaremos através de exercícios seguros e desafiadores, então você pode aprender se se movimentar de novo e com qualidade.


Como é possível se mover melhor sem dor e ainda emagrecer?

Usar o corpo como uma unidade é o maior objetivo do Ground Force Method. Temos visto muitos atletas com uma estrutura muscular incrível, mas sem a funcionalidade de um corpo bem desenvolvimento. Ter uma boa aparência e mover-se bem não é necessariamente a mesma coisa! Porém é verdadeiramente compreensível que qualquer aluno pense em estética em primeiro lugar. Ter um corpo bonito, ter uma musculatura funcional, baixo índice de gordura corporal, se movimentar maravilhosamente bem e livre de dor, são nossos objetivos, e estes objetivos são claramente viáveis para qualquer pessoa como você.


Os Fundamentos do Ground Force Method

Por sermos certificados FMS, acreditamos e adotamos este sistema de treinamento. Nós colocamos todos os exercícios em uma ordem lógica, adicionando jogos por diversão e brincadeira, e depois adicionamos vários níveis de progressões. Tudo isso é baseado na ideia de Movimento Funcional. Consideramos o FMS tão importante que iniciamos todas as certificações do Ground Force Method com um exemplo de teste FMS, porque queremos que os participantes entendam o valor do FMS, o valor de encontrar o “ponto de partida” antes de qualquer atividade física. Então, Comece a se movimentar! Mova-se melhor, mova-se com mais força e mova-se mais! E depois, mova-se com mais velocidade! Mover-se mais não é suficiente, é preciso sempre se mover melhor. O método GFM é totalmente funcional e fundamental.

Reestabelecer padrões básicos de movimento e poder executá-los com qualidade e fluidez, deveria ser uma prioridade para a perfeita manutenção da saúde. Movimentar-se bem pode parecer algo simples, porém, para aqueles que convivem com a dor, este limitador geralmente atua como uma verdadeira barreira. Considerando questões como essas, e com o intuito primário de resgatar a qualidade de movimento de atletas lesionados e, demais públicos que se movem mal devido a dores e desconfortos, surgiu o GFM. Aprender a utilizar o corpo como uma unidade é o principal objetivo aqui. Utilizando-se do FMS como ponto de partida e principal ferramenta de análise, todos os exercícios propostos nesse curso são organizados de forma lógica e progressiva, a fim de que se compreenda a importância de cada um deles.


Instrutores GFM

Ao se tornar um instrutor certificado GFM Level 1, você passará a compor um seleto time de treinadores, hoje, presentes em 26 países .

Os requisitos para se tornar um Instrutor Certificado GFM são:

1 – Demonstrar destreza, bem como técnicas seguras e eficientes dos movimentos ensinados;
2 – Demonstrar habilidades de ensino eficazes;
3 – Comportar-se como um profissional.

Você receberá seu certificado de Instrutor após aprovado nos pré-requisitos estabelecidos. O certificado terá validade de dois anos e durante esse período você terá acesso a plataforma digital com vídeos, onde seu nome será listado no site internacional do GFM. Se você ficou próximo de atingir os requisitos, seu líder de equipe (Team Leader) tem o poder de agendar outro teste via vídeo, sem que seja necessário que você refaça toda a certificação. Para se re-certificar você poderá optar por duas formas: ser assistente em uma das certificações espalhadas pelo mundo, ou refazer a certificação, investimento 50% do valor comercial ofertado. Para ser um assistente, você deverá se candidatar para tal evento e terá que cumprir os requisitos exigidos pelo Team Leader responsável por tal.


Confira como foram as últimas turmas do GFM realizada no Brasil

O controle do número de vagas promocionais e normais é realizado automaticamente pela loja virtual, portanto para confirmar a disponibilidade de vagas, acesse a link da loja.


Para mais informações sobre a agenda de cursos e investimentos, preencha o formulário abaixo e receba imediatamente em seu e-mail:




Abordagem Biopsicosocial da Dor em Saúde

O objetivo do encontro é estabelecer uma linguagem científica comum entre profissionais da área da saúde que atuam e estudam o manejo da dor e padrões mal adaptativos mediante a prática clínica baseada em evidências científicas. Além disso, apresentar o subgrupo de pacientes cujos sintomas persistentes são influenciados por crenças, emoções e comportamentos mal-adaptativos (patológicos).

Por fim, a oficina traz uma nova perspectiva enquanto as dores musculoesqueléticas não oncológicas com ênfase na dor lombar crônica inespecífica (DLCI), que é um problema de saúde pública onde existem fortes evidências de que está associada a uma complexa interação entre fatores BIO (patoanatômico) PSICO (psicológicas) SOCIAL (sociais).

Porém, a maior parte das estratégias de tratamento para a dor lombar crônica inespecífica ainda são baseadas no modelo biomédico, ou seja, estrutural-anatômico-mecânico. Isto posto, devido a alta prevalência de dor musculoesquelética crônica e dor lombar crônica no brasil e no mundo, inúmeras abordagens são propostas na tentativa do manejo eficiente da dor. Contudo, grande parte das propostas de tratamento são baseadas no modelo biomédico ou patoanatômico (SAB | Structural, Anatomy, Biomechanical), ou seja, voltados somente a estrutura, anatomia e biomecânica. Por consequência, um possível benefício do tratamento conservador pode não estar evidente devido à abordagem realizada usualmente estar baseada no modelo patoanatômico, não contemplando todo o conhecimento necessário entre os profissionais de saúde, sendo este um dos principais obstáculos para o manejo eficaz da dor. Além do mais, propostas exclusivamente baseadas no modelo patoanatômico vão na contramão das diretrizes (guidelines) de prática clínica para o manejo eficaz da dor. A avaliação abrangente da dor e os métodos multimodais de tratamento não são bem entendidos porque a dor costuma ser ensinada como um sintoma da doença e não como uma experiência biopsicossocial, com dimensões físicas e psicossociais.

Apesar da influência dos fatores biopsicossociais, os efeitos da abordagem biopsicossocial não se encontram completamente entendidos pelos profissionais da área da saúde e são insuficientemente considerados na clínica para auxiliar o manejo desses pacientes.

Datas e Horários:

Data: 7 e 8 Dezembro de 2019
Local: BPro Moinhos (Rua Quintino Bocaiúva, 291)
Curso teórico/prático de 16 horas/aula
Sábado: das 08:00h às 12:00h | das 14:00h às 18:00h
Domingo: das 08:00h às 12:00h | das 14:00h às 18:00h

Público-alvo:

Profissionais do movimento e da área de saúde.

Material didático:

Serão disponibilizados os slides da apresentação do curso.

Promessa do Curso:

Justifica-se a necessidade da oficina visando uma maior compreensão enquanto ao modelo biopsicossocial em saúde e sua aplicabilidade clínica no manejo eficaz da dor. Apresentar aos Fisioterapeutas e profissionais da área da saúde conhecimento adequado e atualizado sobre conceitos (taxonomia – IASP) e manejo adequado da dor (ênfase em dor lombar crônica inespecífica) segundo a neurociência (reconceitualizar a dor). Informar Fisioterapeutas e profissionais da área da saúde enquanto ao processo de avaliação, diagnóstico e abordagem segundo o modelo biopsicossocial em saúde com base na Neurociência;

Cronograma

Módulo I – Introdutório:
• Apresentação dos objetivos propostos pelo curso: Abordagem Biopsicosocial da Dor em Saúde.
• O propósito da Oficina em Dor.
• Moderador do curso: apresentação (modelo de ensino invertido).
• 7 dúvidas + 1.
• A problemática: Um castelo impenetrável de informações duvidosas (a metáfora dos grãos de areia).
• Relato de caso número 1 e primeira prática (teórica).

Módulo II – Conceitos em Dor:
• Profissionais crônicos devem considerar ser tratados?
• Qual é o significado de sentir dor?
• Subjetividade: A arte e a dor.
• Dor e nocicepção são sinônimos?
• Qual a definição de dor?
• Qual a definição de dor crônica?
• Classificando a dor: Como podemos classificar a dor enquanto a duração?
• Como tipificar a dor enquanto a sua origem?
• Outros fenômenos neurofisiológicos.
• Característica da dor enquanto ao movimento.
• Você trata: Mas afinal, sabe definir o que é dor lombar?
• Dor lombar: Como classificá-la?
• Quantas classificações (tipos) de dor lombar existem?
• A gênese da dor: O que é uma dor lombar de origem específica e inespecífica?
• Definindo saúde.

Módulo III – Novos conceitos em Dor:
• Contextualizando a dor: Do modelo cartesiano de René Descartes (1662) à Neuromatrix da Dor.
• Os mecanismos da terapia manual no tratamento da dor musculoesquelética.
• O estado da arte: Afinal, a dor é um problema de Saúde Pública no Brasil e no mundo (epidemiologia)?
• Dor e analgésicos opióides: Consumo indiscriminado (parte I).
• Onde está a falha, isto é, por que existe uma epidemia de dor crônica assolando o mundo (“um enorme elefante na sala”)?
• O enorme elefante na sala: Metáfora.
• Estou com dor lombar: Onde eu vou?
• A busca incessante do modelo biomédico visando identificar uma causa patoanatômica: Existe dificuldade em explicar a dor (aguda e crônica) aos profissionais da saúde e pacientes com os modelos de educação atuais?
• Eu fui ensinado que a dor só existe por que estou machucado: “Dor e nocicepção são sinônimos? É preciso reconceitualizar?”
• Uma breve história no tempo: “Do modelo biomédico ao modelo biopsicossocial em saúde: Modelos de Educação em Dor.”
• Incógnita: Os profissionais da saúde estão capacitados para uma abordagem clínica mais abrangente, isto é, uma investigação clínica além dos constructos patoanatômicos?

Módulo IV – O modelo biopsicossocial da dor em saúde:
• Afinal, o que é o modelo biopsicossocial de saúde?
• É preciso entender que no processo clínico investigativo existe um abismo entre detecção e tratamento. “Múltiplas experiências individuais: Fatores modificáveis e não modificáveis pelo profissional da saúde/paciente.”
• O que difere o modelo Biopsicossocial da educação em dor com base na neurociência?
• Quais fatores psicossociais medeiam a dor e a incapacidade? “Múltiplos aspectos de uma experiência de dor individual.” Fatores modificáveis e não modificáveis.
• Como avaliar um paciente com dor crônica?
• Como detectar fatores biológicos, psicológicos e sociais relevantes?
• Qual o propósito do uso de questionários de dor na avaliação de pacientes com sintomas crônicos?
• Quais são os aspectos que interferem na adesão ao tratamento?
• Por que e quando encaminhar o seu paciente a um psicólogo em casos de dor crônica?
• O que “tratar” – intervir – abordar – manejar (ênfase: Educação em Dor)?
• Temo, logo evito.
• Como “tratar” – intervir – abordar – manejar (ênfase: Educação em Dor)?
• E quando o tiro sai pela culatra?
• Existe uma sequência de abordagem clínica ideal (relato de caso II)?
• O que pode alterar S1 e M1?
• Revolução em dor: Educação em dor.
• Quais os requisitos para tornar a Educação em Dor com base na Neurociência eficiente?
• O quão bons somos na comunicação?
• Quando a dor crônica não é dor crônica?
• Os meus insucessos e frustrações clínicas.
• Encerramento: Os objetivos propostos da oficina em dor foram alcançados?

Currículo do Palestrante:

Msc. Leonardo Avila
Fisioterapeuta – CREFITO 175488-F 
Doutorando em Neurociências – Universidade do Estado de Santa Catarina – UFSC
Graduado e Mestre em Fisioterapia – Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC – CEFID
Cognitive Functional Therapy – Terapia Cognitivo-Funcional (CFT)
Conceito Mulligan de Terapia Manual
Conceito Maitland de Terapia Manual
Dry Needling
Mechanical Diagnosis and Therapy – Método McKenzie de Diagnóstico e terapia Mecânica (MDT)
Treatment-Based Classification (TBC) – Reabilitação da coluna baseada no sistema subgrupos com endosso da University of Pittsburgh
Laboratório de Neurobiologia da dor e da inflamação – UFSC – LANDI | Pesquisa Clínica
Diretor Científico – Associação Catarinense de Estudo da Dor (ACED)
Diretor técnico – Coffee with Science – Grupo de Estudos da Dor (CWS)
Diretor técnico – Centro Especializado em Dor e Coluna (CDC)

O controle do número de vagas promocionais e normais é realizado automaticamente pela loja virtual, portanto para confirmar a disponibilidade de vagas, acesse a link da loja.

 


Para mais informações sobre a agenda de cursos e investimentos, preencha o formulário abaixo e receba imediatamente em seu e-mail:




SFG 1 – Kettlebell Certification – StrongFirst

Reconhecida como a mais prestigiada certificação de kettlebell do mundo, o curriculum SFG foi desenvolvido exclusivamente por Pavel Tsatsouline, fundador da escola, e tem por objetivo torná-lo um dos melhores instrutores de kettlebell do segmento.

 

Faça parte de um seleto grupo de treinadores de elite.

Entenda mais sobre o sistema

O sistema StrongFirst é apresentado em três dias de instrução prática, bem como através de um extenso manual que é acessível apenas aos participantes da certificação.

Testes, exercícios educativos e corretivos serão apresentados e praticados durante todo o final de semana. Mais do que aprender sobre kettlebell, os candidatos a instrutores serão submetidos a uma abordagem integrada sobre força e resistência, que parte da compreensão de técnicas precisas de utilização dessa ferramenta para o desenvolvimento, maximização e manutenção da força.

A compreensão aprofundada de que a força e os princípios gerais do treinamento vão muito além de meras rotinas ou definições teóricas, é o que destaca os alunos da StrongFirst no mercado.

Instrutores SFG não aprendem apenas o sistema — eles aprendem como ensinar o sistema a outros. StrongFirst é o Sistema, kettlebell é a ferramenta.


Os Instrutores

As Certificações SFG são ministradas pelos Masters, os mais experientes e qualificados instrutores de kettlebell. Um seleto grupo de treinadores de elite, selecionados e treinados pessoalmente por Pavel.

Atualmente existem apenas 12 instrutores Master SFG no mundo.

Essa certificação também é amplamente conhecida pela sua proporção aluno-instrutor. A escola entende que para se tornar o melhor instrutor, o candidato necessita receber atenção personalizada e condizente com o nível técnico exigido, e para isso não poupam esforços.

Todavia, se você já ouviu falar sobre o SFG, já deve saber que não é nada fácil. Nem todos os que se candidatam, passam na prova prática. Cada candidato a instrutor deve desempenhar um nível muito alto de força e precisão técnica para conquistar sua credencial SFG e após certificado, deve recertificar a cada dois anos para garantir que seus conhecimentos e habilidades permaneçam elevados. Leia mais sobre os teste logo abaixo.

Depoimento de um certificado StrongFirst

“Uma comunidade empenhada em elevar o nível da indústria para os profissionais do fitness e treinadores. O manual é uma mina de ouro, e o fim de semana me deu a instrução necessária para saber peneirar e encontrar o ouro. Agora possuo o melhor conjunto de ferramentas para expandir minhas capacidades como treinador e ser capaz de condensar meus horários sem sacrificar o sucesso de meus alunos.

É muito claro que a StrongFirst está comprometida a ensinar a ENSINAR. Ao invés da especialização categórica apenas, os instrutores aqui são educadores de qualidade, não apenas especialistas no assunto. A vontade de ser sensível e “ágil” com o processo de certificação e educação, é único e muito especial. Muito Obrigado por elevar o nível da indústria”. — Mark Reinke – Richmond, Virginia.



ATENÇÃO para os requisitos das certificações

SFG é uma certificação altamente exigente, tanto fisica quanto mentalmente. Com uma taxa de reprovação em torno de 25 a30% dos alunos que prestam as provas, a certificação SFG conta com instrutores que atendem ao padrão mais elevado do Mercado que permitem a você ter a experiência de ser desafiado e testado pelos principais treinadores de Kettebell do mundo.

Mantenha o foco e leve sua preparação a sério.


Você deve atender aos seguintes critérios para se tornar um instrutor SFG1

1 – Apresentar técnicas seguras e eficientes nas competências básicas.
2 – Demonstrar bom senso, especialmente em relação a segurança.
3 – Mostrar um espírito forte.
4 – Demonstrar habilidades de ensino eficazes.
5 – Passar no teste de snatch com kettlebell, realizado no último dia da certificação.
6 – Comportar-se como um profissional.

Seu certificado de Instrutor será entregue após você ter passado nos requisitos especificados. Se você ficou próximo de atingir os requisitos, seu líder de equipe (Team Leader) tem o poder de agendar outro teste sem que seja necessário que você refaça toda a certificação.

Caso você NÃO tenha o objetivo de ensinar outros alunos, você pode optar por não fazer os testes. Nesse caso, você receberá um certificado de participação em vez de um certificado de Instrutor.


Os exercícios ensinados e testados são:

  • Swing (10 repetições com o kettlebell igual ao teste de snatch)
  • Double Clean (5 repetições com dois kettlebells iguais ao teste de snatch)
  • Press (5 repetições com o kettlebell igual ao teste de snatch)
  • Double Front Squat (5 repetições com dois kettlebells iguais ao teste de snatch)
  • Snatch (5 repetições com o kettlebell igual ao teste de snatch)
  • Get-Up (1 repetição com o  kettlebell igual ao teste de snatch)


O teste de snatch com kettlebell

Os candidatos devem usar roupas que permitam que o instrutor do teste veja se os seus cotovelos e joelhos estenderam completamente. Como por exemplo, uma camisa básica de manga curta ou regata e calção.

O candidato segura o kettlebell pela alça e, sob comando do instrutor do teste, o cronômetro começa eo candidato lança o kettlebellentre as pernas e acima da cabeça em um movimento ininterrupto até a extensão completa do cotovelo. (Se você tiver uma condição médica que impeça a extensão completa do cotovelo, você deve notificar o seu líder de equipe antes do teste de snatch ser iniciado. Poucaflexibilidade não se qualifica como uma condição médica).

O snatch pode ser realizado com maior ou menor flexão dos joelhos, no entanto, os joelhos devem estar completamente estendidos ao final do movimento. É permitido um número ilimitado de trocas de mãos e de swings. O candidato pode parar o kettlebell no solo e descansar quantas vezes desejar.

Após parar o kettlebell na posição alta até que o kettlebell e o aluno estejam visivelmente imóveis, o girevik guia o kettlebell entre as pernas em um movimento ininterrupto, sem tocar no peito ou no ombro.

O snatch pode ser realizado com ou sem um “mergulho” dos joelhos. É permitido ao girevik colocar a mão livre no quadril ou na cintura (mas não na coxa) e mover os pés. No entanto, o estudante deve parar todo o movimento para a fixação do peso na posição alta.

Em cada tentativa, o instrutor irá anunciar o “número da repetição” ou “Não conta”. A repetição é dado um “Não conta” se o candidato apresentar:

  • Falha ao estender o cotovelo,
  • Pressionar o kettlebell,
  • Falha em parar todo o movimento (o kettlebell, o corpo e os pés) na fase alta do snatch,
  • Tocar no peito ou no ombro com o braço de trabalho e / ou o kettlebell na descida. (O “Não conta” será anunciado na próxima repetição, por exemplo, “cinquenta… Última repetição não conta, cinquenta…”)
  • Colocar a mão livre no joelho ou na coxa.


A tentativa será desclassificada se o candidato tentar

  • Três ocorrências de “não conta”,
  • Tocar no kettlebell ou no braço de trabalho com o braço livre, a não ser ao realizar a troca de mãos,
  • Soltar o kettlebell antes que ele tenha tocado o solo (deixar cair ao invés de pará-lo apropriadamente),O instrutor do teste irá anunciar o tempo decorrido após 1, 2, 3, 4 min., 04:30, 04:45 e 04:55.

Apenas o uso de magnésio é permitido. Cintos, luvas, bandagens de pulso e outros equipamentos de apoio não serão permitidos.


Requerimentos para o teste de Snatch

É contabilizada a soma de ambos os braços. Dependendo do sexo, idade e peso corporal, o candidato deve executar o seguinte número de repetições no tempo especificado:

Se você não passar no teste de snatch durante a certificação, você poderá refazer o teste em até 90 dias após a certificação. Você pode refazer o teste pessoalmente com um Master, Senior ou Team Leader StrongFirst, ou enviar um vídeo para o seu Team Leader.


Como posso me recertificar?

  • Para a recertificação do seu Level I (Level I+) você tem as seguintes opções:
  • Participar da certificação SFG Level II,
  • Participar da certificação (3 dias) SFG Level I, pagando o preço especial,
  • Ser assistente durante os 3 dias de uma certificação SFG1 ou SFG2 (se você for selecionado),
  • Recertificação por Vídeo (Video Recertification) pagando uma taxa especial para essa análise.


Por quanto tempo a certificação é válida?

A credencial SFG é válida por dois anos.


O que significa SFG?

StrongFirst Girya. “Girya” é a palavra Russa para “kettlebell ”.


Posso participar sem ser testado?

Sim! Muitas pessoas participam desta forma.


O que é o desafio Beast Tamer / Iron Maiden?

O desafio Beast Tamer/Iron Maiden pode ser realizado apenas em uma certificação StrongFirst. Completar com sucesso requer a execução de um press, uma pull-up e um pistol com um kettlebell de 48kg (the “Beast”) para homens e com um kettlebell de 24kg para mulheres. Favor click aqui para mais informações e para acessar a lista dos Beast Tamers e Iron Maidens!


É permitido espectadores?

Não. Entretanto, você pode checar com o organizador do SFG para saber se o local do evento tem espaço para espectadores durante a prática de graduação que acontece no final do Dia 3.


Posso receber meu manual com antecedência?

O manual só poderá ser entregue no momento de cadastramento para garantir que apenas os alunos da certificação receberão.


Como devo me preparar?

SFG é uma certificação difícil. Certifique-se de que você tenha feito muitos swings com kettlebell para suportar o ritmo exigente e cansativo empregado no curso. Homens devem ser capazes de realizar confortavelmente o press com um par de kettlebells de 24kg por múltiplas séries de 5 repetições, mulheres com um par de 16kg.


Desenvolva sua flexibilidade

Nos músculos posteriores da coxa para confortavelmente assumir a posição baixa do swing ou do deadlift, mantendo a região lombar neutra.

Nos flexores do quadril para confortavelmente finalizar seus swings sem se inclinar para trás e sem flexionar os joelhos.

Na região torácica e ombros para confortavelmente sustentar um kettlebell acima da cabeça: ombro acoplado, cotovelo estendido, cervical neutra, braço atrás da orelha, lombar sem hiperextensão.

Essas habilidades não são pré-requisitos para seus futuros alunos pois você terá tempo para desenvolvê-las. Nós não teremos esse luxo em uma certificação de três dias. Esteja preparado.

Aqui vai um excelente artigo escrito pelo Master SFG Brett Jones para ajudá-lo a se preparar.


O controle do número de vagas promocionais e normais é realizado automaticamente pela loja virtual, portanto para confirmar a disponibilidade de vagas, acesse a link da loja.


Para mais informações sobre a agenda de cursos e investimentos, preencha o formulário abaixo e receba imediatamente em seu e-mail:




SFL – Barbell Certification – StrongFirst

Na certificação de barbell você terá acesso ao currículo e metodologia de treinamento StrongFirst Lifting, que foi desenvolvido pelo fundador e presidente da StrongFirst, Pavel Tsatsouline, em conjunto com o Master SFL, Dr. Michael Hartle.  Nesse evento de três dias, os candidatos SFL se concentrarão em três levantamentos clássicos, assim como em movimentos acessórios essenciais. O processo de aprendizagem visa ensinar um sistema de treinamento com barras por princípios, onde você não somente aprenderá, mas será capaz de ensiná-lo a outros.

As Certificações SFL são ministradas pelos mais qualificados instrutores de Barbell, todos selecionados por Pavel ou Doc Hartle, onde cada candidato precisa atingir um alto nível de força, habilidade de movimento e capacidade de ensinar.

Os seguintes exercícios de barbell fundamentais serão ensinados na SFL

Powerlifts

  • Back Squat
  • Bench Press
  • Deadlift (Convencional e Sumô)

Levantamentos acessórios

  • Front Squat
  • Zercher Squat
  • Good Morning
  • Military Press
  • Diversas variações do Bench Press


Por que se inscrever?

  • Princípios. Assim como todas as nossas Certificações, a SFL é baseada em princípios. Os mesmos princípios do nosso currículo SFG e SFB se aplicam aqui. O sistema permanece o mesmo. A ferramenta agora é a barra.
  • Força. Essa Certificação te tornará uma pessoa mais forte, não apenas nos seus levantamentos com barra, mas também em seus demais desafios pessoais.
  • Educação. Se você deseja ser um treinador de força, a SFL é uma credencial fundamental. As regras e técnicas essenciais, segurança e programação com a barra lhe serão ensinadas durante este evento intenso de três dias de prática. Até mesmo se você não é um treinador de força, as tudo que você aprenderá neste curso lhe ajudarão a se tornar um atleta mais forte de forma geral.
  • Foco. Assim como todas as nossas Certificações e Cursos, a SFL também é direcionada e aprofundada. Compreenda a técnica e melhore seus resultados.
  • Abrangência. Contrariamente à crença popular, a barra pode ser utilizada por quase todos. Membros da comunidade StrongFirst nos enviam histórias dos seus sucessos com o treinamento com barra independentemente da idade, lesões e outros problemas. A barra é uma ótima ferramenta, disponível em praticamente todas as academias. Nesta Certificação você aprenderá como evoluir e progredir adequadamente.
  • Planejamento. Você receberá uma programação que servirá para todas as áreas do seu treinamento e para ensinar a outros alunos. A aplicabilidade e eficácia da programação StrongFirst ensinada na Certificação SFL é certamente um dos diferenciais deste curso.
  • Alavancar seu negócio. Bench, squat e deadlift, são praticados em academias por todo o mundo. Desenvolva um olhar experiente, além de uma compreensão clara sobre otimização de força e segurança na execução. Torne-se um profissional de força mais procurado na sua área.
  • Desafio pessoal. Como acontece com nossas outras Certificações, você não pode comprar essa qualificação. Você precisa se preparar para passar nessa Certificação e conquistar o título de StrongFirst Lifter (SFL).


Requisitos da Certificação de Instrutor de Barbell

O candidato a instrutor precisa passar nos seguintes testes:

  1. Ensinar com segurança e eficiência.
  2. Teste de força.
  3. Teste técnico.

Os candidatos têm a opção de realizar os testes de força e técnicos durante a Certificação ou enviar um vídeo em até 6 meses após a Certificação.
Se você não planeja ensinar a outros alunos, você pode optar por não fazer os testes. Você receberá um certificado de participação ao invés de um certificado de instrutor.


Teste de Força

Deadlift
O aluno deve completar 1 repetição (convencional ou sumô) com uma carga equivalente a:
Homens: 2 x peso corporal, arredondando com 2.5kg, não exceder 205kg
Mulheres: 1.5 x peso corporal, arredondando com 2.5kg

Bench Press
O aluno deve completar uma repetição com uma carga equivalente a:
Homens: 1 ¼ peso corporal, arredondando com 2.5kg
Mulheres: 3/4 peso corporal, arredondando com 2.5kg

Os exercícios seguintes são testados para 5 repetições com a carga especificada:

Back Squat
Homens: peso corporal, arredondando com 2.5kg.
Mulheres: 3/4 peso corporal, arredondando com 2.5kg.

Deadlift (convencional ou sumô)
Homens: 1.5x peso corporal, arredondando com 2.5kg.
Mulheres: peso corporal, arredondando com 2.5kg.

Military Press
Homens: 2/3 peso corporal, arredondando com 2.5kg.
Mulheres: 1/2 peso corporal, arredondando com 2.5kg.


Isenção para o Teste?

Em casos raros, um treinador ou atleta de elite, de nível nacional ou internacional, poderá ser isento dos testes de força ou técnica devido a algumas lesões crônicas. A mesma isenção poderá ser disponível para militares veteranos, policiais e socorristas. Essas isenções serão aplicadas caso a caso e serão apresentadas ao Chief daquela disciplina (SFG, SFL ou SFB) para aprovação. Todos os pedidos de isenção podem ser enviados para: contact@strongfirst.com para verificação. Em seguida, enviaremos aos respectivos Chiefs.



PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE A CERTIFICAÇÃO DE BARBELL SFL

Quais exercícios são ensinados?

Ensinamos os levantamentos do powerlifting: back squat, bench press e deadlift. Nós também ensinamos alguns levantamentos acessórios que consideramos valiosos: front squat, zercher squat, good morning, military press e diversas variações do bench press.

Quais exercícios são testados?

Assim como em nossas outras certificações, você será testado. Tem teste de força nos levantamentos fundamentais e teste técnico nos levantamentos acessórios. Para mais informações, por favor visite nossa página de requisitos.

Terei tempo para aprender os exercícios ou já devo saber como executá-los com antecedência

Como nos nossos outros eventos, recomendamos que o candidato a instrutor não tenha apenas uma habilidade básica em cada um dos levantamentos, mas também a força necessária para passar nos levantamentos com a forma correta. Sim, você vai aprender como melhorar sua própria técnica e aprimorar a técnica de seus alunos. Mas não haverá tempo suficiente nesse intenso evento de 3 dias para você ter ganhos substanciais nos levantamentos principais e acessórios.


Por quanto tempo a certificação é válida?

A credencial SFL é válida por dois anos.

Posso participar e não fazer os testes?

Pode! Muitas pessoas fazem isso. Algumas pessoas não fazem alguns testes.

É permitido espectadores?

Não é permitido.

Posso receber o manual com antecedência?

O manual só poderá ser entregue no check-in, para garantir que apenas os inscritos na Certificação receberão. Muitos alunos nos dizem que o manual, por si só, vale o custo da inscrição.

Como devo me preparar?

SFL é difícil, antes de se inscrever recomendamos que você tenha um domínio dos levantamentos principais e acessórios mencionados. Claro, a melhor forma para isso é procurando um SFL perto de você. Eles ajudarão muito. Uma vez que você domine os exercícios, crie força nesses exercícios. Certifique-se que você seja capaz de passar, ou esteja próximo, nos padrões de força. Você pode também ler este blog (aqui) para se preparar.

E se eu não passar?

Não se preocupe. Você pode concluir mais tarde. Essa certificação, assim como todas as outras, não é distribuída. Por favor, visite nossa página de requisitos para mais informações.

O controle do número de vagas promocionais e normais é realizado automaticamente pela loja virtual, portanto para confirmar a disponibilidade de vagas, acesse a link da loja.


Para mais informações sobre a agenda de cursos e investimentos, preencha o formulário abaixo e receba imediatamente em seu e-mail: